Estratégia de recrutamento​: entenda a sua importância e como fazer

Estratégia de recrutamento​: entenda a sua importância e como fazer

A função de captar talentos passou por uma grande transformação nos últimos anos, o que mudou de forma significativa a estratégia de recrutamento.

Isso porque, além dos candidatos estarem muito mais exigentes em relação às empresas onde desejam trabalhar, as competências comportamentais ganharam peso significativo, surgiram as redes sociais, a contratação por valores se tornou muito mais forte e as organizações de todos os segmentos estão preocupadas em construir sua imagem como empresas empregadoras.

Com todas essas mudanças no cenário do recrutamento, selecionar pessoas para fazer parte do quadro de funcionários de uma empresa se tornou uma das tarefas mais densas dentro do RH.

Quer saber como fazer uma boa estratégia de recrutamento levando em conta esses aspectos? Então continue a leitura:

 

Como fazer uma estratégia de recrutamento?

Para realizar uma estratégia de recrutamento eficiente, é necessário fazer um bom planejamento, considerando a sua visão sistêmica sobre a empresa e o mercado. Somente assim você terá condições de aliar um bom planejamento à força de trabalho dos recrutadores da sua empresa.

Separamos algumas dicas para você compartilhar com sua equipe. Acompanhe!

Invista em planejamento

Antes de iniciar o processo de recrutamento, é importante desenhar, junto com o time interno e o gestor da vaga, as competências do cargo, levando em conta tanto informações pessoais quanto profissionais.

O candidato precisa conhecer ferramentas específicas? A pessoa deve ser expert em determinada atividade? Questões como essas deverão constar no perfil da vaga.

Com esse levantamento em mãos, ficará mais fácil mensurar as competências dos candidatos — isso contribuirá na hora da comparação dos resultados alcançados por cada um.

Atraia os melhores candidatos

Como já mencionamos, da mesma forma com que os candidatos são avaliados, as organizações também são criteriosamente analisadas por eles. Dessa forma, para uma empresa captar e reter talentos, é essencial que o negócio seja atraente para os profissionais da área.

As redes sociais são ferramentas importantes no fortalecimento da imagem da empresa e, ainda, colaboram para colocar a companhia em posição de marca empregadora. Por isso, é fundamental estar com as estratégias alinhadas na hora de anunciar as oportunidades em aberto nas redes sociais da organização.

Esse trabalho é importante porque atrair os profissionais mais compatíveis com a vaga torna mais fácil e eficiente o processo de recrutamento. Assim, esteja atento para oferecer sempre dados importantes sobre a cultura e os valores da organização. Isso colabora para a aproximação de quem está alinhado com os propósitos da sua empresa.

Dedique-se, também, às suas ações de marketing interno e recorra ao banco de talentos para selecionar potenciais colaboradores e convidá-los para concorrerem às vagas.

Utilize indicadores de eficiência e eficácia

É fundamental que o recrutador tenha dados de seus processos de trabalho para tornar mais ágeis suas operações, realizando-as de maneira clara e objetiva.

Nesse sentido, indicadores de eficiência avaliam o desempenho do processo realizado, enquanto os de eficácia mensuram o resultado alcançado ao fim do processo.

São exemplos de indicadores de eficiência:

  • Número de pessoas envolvidas no planejamento, atração e execução do recrutamento;
  • Período de cada etapa realizada;
  • Prazo total para realização do processo;
  • Valores totais investidos (infraestrutura, divulgação, consultorias, entre outros).

Já entre os de eficácia estão:

  • Taxa de vagas preenchidas;
  • Rotatividade dos colaboradores contratados.

Com indicadores de eficiência e eficácia, você relaciona os recursos investidos e os resultados alcançados em um processo. Isso torna possível identificar falhas e criar planos de ação para diminuir os efeitos negativos.

Portanto, para o setor de RH amadurecer na gestão do recrutamento, é necessário verificar os erros encontrados por essas ferramentas e investir em melhorias que podem ser implementadas em curto e médio prazos.

Pesquise o mercado e seja claro nas informações divulgadas

Procurar ser competitivo e oferecer condições de trabalho atraentes é fundamental para prospectar e manter os melhores talentos. Para isso, pesquise a faixa salarial da vaga em aberto em empresas do mesmo segmento e porte. Lembre-se de verificar, também, os benefícios, assim como os treinamentos que são oferecidos pela concorrência.

Quanto mais dados sobre o cargo forem divulgados, melhor. Isso passará autoridade para as pessoas que se candidatarem e, assim, você atrairá apenas aquelas que realmente estão interessadas em fazer parte da empresa.

Informe também o horário e local de trabalho, se o cargo necessita de flexibilidade de tempo para serviços em fins de semana, viagens esporádicas ou escalas noturnas. Em contrapartida, é importante valorizar os diferenciais, como alimentação na empresa, jornada flexível, desconto em cursos, entre outros.

Utilize as redes sociais

Uma pesquisa realizada em 2015 pela empresa Jobvite, dos Estados Unidos, com 800 profissionais de recrutamento, revelou que o uso das mídias sociais já faz parte do cotidiano do RH daquele país.

O estudo apontou que 89% dos participantes usavam as redes sociais para recrutar naquele ano, sendo que 64% declarou fazer uso de duas ou mais plataformas para os processos e 65% afirma ter tido sucesso ao contratar usando mídias sociais.

Assim, é de fundamental importância que o recrutador esteja atento ao poder dessas ferramentas e faça o uso delas da forma mais adequada para cada processo.

Além disso, as redes socais são recursos eficazes para avaliar o perfil dos candidatos, já que é possível verificar o seu comportamento online e suas referências.

Conte com a tecnologia

Para fazer um processo de recrutamento de qualidade é importante manter-se atualizado sobre inovações tecnológicas, tendências e programas para fazer o mapeamento de perfil e a gestão do processo.

Softwares disponíveis no mercado ajudam a identificar o perfil comportamental do candidato, além de trazer a opção de filtros e indicar quais profissionais são mais aderentes à vaga.

É necessário, também, usar métodos reconhecidos para as entrevistas, como dinâmicas, testes e painéis, com o objetivo de eliminar a subjetividade que, por várias vezes, encontramos nos processos de recrutamento.

Para uma estratégia de recrutamento eficiente, é preciso considerar as tendências de RH, assim como os recursos e as ferramentas disponíveis. Isso porque, como vimos, o formato tradicional de recrutamento não suporta mais as mudanças sociais e mercadológicas que estamos vivendo.

Em resumo, a gestão de RH deve ficar atenta às mudanças e desenvolver um olhar sistêmico e integrado sobre todos os processos, com enfoque nas necessidades de uma boa estratégia de recrutamento.

Se você gostou do post sobre estratégia de recrutamento, siga-nos nas redes sociais para receber mais conteúdos como este!

Preencha o formulário para solicitar contato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *