Entenda porque hora extra não significa, necessariamente, uma alta produtividade
Entenda porque hora extra não significa, necessariamente, uma alta produtividade

Entenda porque hora extra não significa, necessariamente, uma alta produtividade

entenda-porque-hora-extra-nao-significa-necessariamente-uma-alta-produtividade

Se os seus trabalhadores não estão conseguindo terminar suas funções dentro da sua jornada normal de trabalho, tendo que passar mais tempo na empresa, você precisa ler este artigo. Hoje, vamos explicar porquê hora extra pode não significar uma maior produtividade no trabalho dos seus colaboradores.

Existem diversas vantagens e desvantagens que devem ser avaliadas na hora de adotar um sistema de horas extras na sua empresa. E, quando falamos em produtividade, os resultados podem ser contrários aos esperados. Entenda agora o que é a hora extra e os seus impactos na qualidade do trabalho dos seus colaboradores.

O que é hora extra

Toda hora trabalhada além da jornada regular dos seus colaboradores é considerada como hora extra. A quantidade e a forma de compensação dessas horas aos seus trabalhadores são regulamentadas pela legislação trabalhista — a CLT. Ela determina que o seu colaborador pode ser compensado por meio de um aumento na sua remuneração ou da diminuição da sua jornada em algum outro dia.

Muitos trabalhadores utilizam as horas extras para terminar as tarefas que não conseguiram finalizar durante sua jornada regular de trabalho. Dessa forma, além de aumentar a sua remuneração, conseguem realizar entregas no prazo.

Além disso, os empregadores costumam encarar as horas extras como uma forma de alongar o dia de trabalho dos seus funcionários para suprir as pressões de um mercado cada vez mais disputado. Encaram essa forma de trabalho como a única maneira de alcançar os seus objetivos estratégicos.

Porém, quando o seu funcionário faz hora extra, ele gera mais gastos para a sua organização. Isso porque quantidade de horas trabalhadas não assegura a qualidade do trabalho. Além disso, trabalhar por mais horas não é sinônimo de ser mais produtivo. Entenda agora o que realmente significa produtividade.

Conceito de produtividade

A produtividade está ligada à eficiência e à qualidade das atividades realizadas. Ou seja, um funcionário produtivo é aquele que consegue entregar seus resultados com grande qualidade e gastando o mínimo de horas e esforço possível na realização da tarefa.

Produtividade não está ligada à quantidade de horas trabalhadas, mas à forma como os seus funcionários realizam as suas tarefas. Quanto mais capacitados, motivados, engajados e satisfeitos com o seu trabalho, melhores são seus resultados. Ou seja, mais produtivos eles são.

Impacto da hora extra na produtividade

As horas extras costumam afetar a produtividade de forma contrária à esperada. Isso significa que, quando o seu colaborador faz horas extras com muita frequência, ele pode se tornar menos produtivo.

Isso porque as tarefas do mercado de trabalho são cada vez mais complexas, e exigem dos trabalhadores raciocínio ágil e atividade intelectual.

Eles precisam ser criativos para resolver os problemas da melhor forma possível. Além disso, precisam utilizar o pensamento crítico para tomar decisões, além de serem inovadores e dinâmicos diariamente.

Trabalhar além da jornada de trabalho com muita frequência gera fadiga e estresse. Com isso, o seu trabalhador não consegue utilizar o máximo do seu potencial durante a sua rotina normal de trabalho, o que acaba prejudicando a qualidade e a agilidade dos seus resultados.

Além disso, as horas extras diminuem a disponibilidade do seu funcionário para se dedicar à sua vida pessoal. Dessa forma, eles têm menos tempo para realizar atividades de lazer, cuidar da sua saúde ou estar com a família e amigos. Isso reduz o nível de satisfação deles com o trabalho e, consequentemente, com a empresa como um todo, aumentando a probabilidade dos melhores talentos deixarem a sua organização.

Por isso, as horas extras devem ser utilizadas com cautela e melhor avaliadas pelas empresas. Elas dependem do perfil do trabalhador, além do tipo de atividade que ele realiza. Elas também não podem se tornar uma rotina na sua organização, servindo apenas para situações excepcionais.

Alternativas ao uso de horas extras

Para evitar a utilização de horas extras, você pode investir em alternativas para aumentar a produtividade dos seus colaboradores durante a sua jornada regular. Ações que melhoram a motivação e o engajamento do seu colaborador fazem com que eles produzam mais durante a sua jornada de trabalho.

Além disso, você pode buscar treinamentos de produtividade e gestão de tempo para os seus colaboradores. Dessa forma, eles conseguem organizar melhor a sua rotina e jornada de trabalho, priorizando tarefas e gerenciando melhor seu tempo. Isso cria uma rotina de trabalho mais saudável e com mais equilíbrio.

Também diagnostique setores que estão precisando de mais colaboradores para atingir suas metas. Contratar um novo funcionário pode ser mais benéfico do que pagar as horas extras dos seus colaboradores atuais. Isso diminui a sobrecarga da sua equipe, melhorando a sua satisfação com a empresa e a sua produtividade.

Dessa forma, além de aumentar a produtividade dos seus colaboradores, você mostra para eles que a organização se preocupa com a sua saúde física e mental. Isso gera mais satisfação com o trabalho e com a empresa como um todo.

Casos de diminuição das horas extras

Várias empresas têm adotado um sistema de diminuição das horas extras no seu ambiente de trabalho. Algumas delas adotaram inclusive uma estratégia de desligamento total dos seus equipamentos e luz elétrica quando a jornada de trabalho regular termina.

Com isso, percebem um aumento da produtividade dos seus trabalhadores, redução de custos e diminuição do índice de acidentes de trabalho. Isso porque, por saberem que não podem realizar horas extras, os trabalhadores acabam focando mais nas suas tarefas, conseguindo terminá-las durante a sua jornada de trabalho regular.

Além disso, alguns países, como a Suíça, têm adotado uma estratégia de diminuir a jornada regular dos seus trabalhadores. Com isso, os seus trabalhadores têm um dos melhores índices de satisfação com o trabalho. Além de também apresentarem o maior índice de felicidade do mundo.

Portanto, antes de adotar as horas extras como parte da rotina da sua empresa, avalie o real impacto que isso terá na produtividade dos seus trabalhadores. Ela pode não ser a estratégia mais eficiente para a sua organização.

Gostou do artigo? Então compartilhe-o nas suas redes sociais! Você poderá ajudar outros gestores que precisam das mesmas orientações que você.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *