As Perspectivas das contratações temporárias dentro de uma economia de viés Liberal

As Perspectivas das contratações temporárias dentro de uma economia de viés Liberal

Autor: GLAUCUS PASSOS BOTINHA
Diretor Grupo Selpe e Diretor Regional da Asserttem (Associação Brasileira do Trabalho Temporário)

Muito se tem discutido quais são as tendências para o mercado de trabalho, especialmente falando de Trabalho Temporário, diante da eleição do Presidente Jair Bolsonaro e por consequência, de sua política econômica liderada pelo economista Paulo Guedes, de viés liberal.

Algumas sinalizações começaram a ser dadas neste sentido, como por exemplo a notícia da fusão do Ministério do Trabalho com outras pastas, provavelmente ligadas a produção e geração de riqueza. Este movimento sinaliza uma mudança no rumo do Ministério que passa a ter um viés mais próximo de geração e produção e menos de controle e fiscalização. Em resumo, tendência a destravar as amarras de um sistema trabalhista arcaico, em busca de uma maior flexibilização já iniciada no governo anterior com a reforma trabalhista.

Segundo dados da Confederação Internacional de Trabalho Temporário e Terceirização (Ciett), entidade que reúne mais de 50 países e que anualmente divulga o estudo The agency work industry around the world em um estudo de 2012, ou seja, aproximadamente 5 anos atrás o Brasil era o 3º maior contratante de Mão-de-obra Temporária no mundo, em um universo de 50 países pesquisados, atrás apenas dos EUA e África do Sul. Após este período passamos por uma recessão profunda e com certeza perdemos algumas posições neste ranking para países como o Japão, Itália e outros.

O fato é que o Contrato de Trabalho Temporário é uma ferramenta moderna e presente nas principais economias liberais do mundo, devido a sua especificidade, garantindo ao setor produtivo a possibilidade de suprir demandas complementares de serviços e substituir pessoal em caso de afastamentos, férias, licenças, etc. Isso garante, rapidez, agilidade, oportunidades e principalmente competitividade a nível global.

Com esta mudança de rumo do Brasil e provavelmente de seu modelo econômico já anunciado de transacionar com todo o mundo de forma global e estratégica, sem viés ideológico, acredito que seja uma grande oportunidade para o crescimento do mercado de Trabalho Temporário por aqui. Estaremos alinhando nossa nação com as práticas já adotadas por outras economias modernas e liberais. Vamos aguardar os próximos capítulos e torcer muito por isso….

Preencha o formulário para solicitar contato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *